Notícias

Quando alguém precisa dar a má notícia
07/12/2012 18:10:57

Algumas notícias más precisam ser dadas com freqüência na rotina de uma empresa: demissões, advertências, acidentes no trabalho, feedbacks negativos nas avaliações de desempenho, um “não” para um pedido de aumento de salário ou de promoção, a administração de uma crise...
Infelizmente, notícias ruins são mais prováveis do que as boas e muitos gestores são absolutamente despreparados para lidar com elas e comunicá-las para os envolvidos. 

Já assisti a muita gente importante ser demitida ou simplesmente preterida em uma promoção. Na maioria dos casos, o chefe imediato da “vítima” comportou-se de forma covarde e omissa, não raro ausentando-se da empresa no dia da notícia ruim e enviando um mensageiro em seu lugar.
Um gestor, não importando seu nível, precisa ser honesto nas suas intenções e claro nas suas palavras, além de compreender que a parte ruim da rotina também integra suas atribuições.

Por exemplo, quando alguém vai ser demitido, é necessário ser claro com o profissional que está saindo da companhia sobre os motivos da demissão. Quando alguém é avaliado, os pontos que precisam ser corrigidos e melhorados também devem ser falados de forma rigorosamente clara, sem deixar dúvidas ou margem para falsas interpretações.
De certa forma, todos percebem quando alguém está falando a verdade ou quando está enrolando. Se você está demitindo alguém por incompetência, seja claro e apresente evidências sobre a insuficiência do desempenho e não enrole, falando coisas idiotas como “redução de custos” ou “a empresa ficou pequena demais para você”.
Até mesmo quando um fornecedor vai ser eliminado da empresa, os contratantes parecem ter um medo inexplicável para comunicar a saída. Muitos simplesmente não telefonam, não respondem e-mails e mandam dizer que “o Sr. Fulano não está”.

Estas omissões e covardias são responsáveis por muito desperdício de tempo, dinheiro e ações na justiça que poderiam ser facilmente evitáveis.
Como gerente e como consultor, já tive que dar más notícias para muita gente. Sempre segui a linha reta nas comunicações, sem desvios ou meias palavras. Sem ser grosseiro, mas sendo claro. Nunca fiz um inimigo nestas ocasiões.

Nada é mais importante do que a verdade, clara e límpida como água fresca. Sem grosserias, mas com transparência, sem raiva e com muita vontade de ajudar.

Últimas notícias